Cozinhas cinzentas contemporâneas: os segredos desta decoração

As cozinhas cinzentas contemporâneas são uma escolha sábia: sem os furiosos dramáticos decorativos dos pretos e brancos que têm todo o protagonismo nos corredores, salas, e casas-de-banho, porque não apostar também nesta paleta revigorante para a sua cozinha? Venha conhecer os segredos na arte das cozinhas cinzentas contemporâneas e inspire-se enquanto descobre um mundo possibilidades!

Estas são as combinações de base vão transformar a sua cozinha num espaço moderno, cheio de estilo, e com um ambiente super confortável!

Segredos das cozinhas cinzentas contemporâneas

Cozinhas cinzentas contemporâneas

A leveza das tonalidades e a utilização de plantas, envidraçados, e silhares em pedra nos tramos, fachadas, e mesmo cortinas a atravessar o espaço conferem às cozinhas cinzentas uma revigorante simplicidade moderna.

CFR – PT – TEXT – Ebook 3 – Cocinas

Uma das grandes vantagens dos cinzentos é exatamente essa: muito à semelhança dos pretos e brancos, o degradé compreendido na quase infinita escala de cinzentos observa espaço para verdadeiras jogadas de mestre! Por norma, guardamos as tonalidades cinza para os quartos, conseguindo um ambiente, fresco, suave, e acolhedor. Mas no fundo, é mais uma questão de paradigma do que genuinamente um bom motivo, porque na realidade nenhuma divisão está sujeita à imperatividade de um jogo monocromático, e portanto não tem que ser uma escolha.

A possibilidade dos jogos de cor

Isto significa que pode, por exemplo, adotar no quarto um cinza mais azulado que convide os bejes e os brancos, pontuado pelos azuis-escuros da decoração e castanhos claros ou alaranjados nos frisos da mobília e rodapés, e deixar para a cozinha a combinação dos apontamentos em amarelos e azul com remates em castanhos ou mesmo (para os mais ousados) os mármores em verde escuro. Está a ver a coisa?

Cozinhas cinzentas contemporâneas

Texturas, suavidade, contrastes, tonalidades claras e a presença assumida de ornamentos decorativos pontuais dominam a arte das cozinhas cinzentas.

Linhas simples devem dominar o tema da mobília

Nos armários, o minimalismo da boiserie em linhas simples deve ser a base para a sua cozinha moderna em tons de cinzento, pois se apostar num estilo mais labiríntico para os armários et al nesta tonalidade o espaço pode ficar demasiado carregado. 

Contraste de superfícies claras e verdes ou castanhos mate

A beleza desta iluminação no tecto em discreto verde escuro que vemos na imagem abaixo contrasta com o efeito acolhedor conferido pela leveza do chão em madeira de pinho, sendo que o espaço é preenchido pelo mobiliário em linhas simples que suporta o conjunto num delicado equilíbrio entre o clássico e o moderno, com destaque para os exaustores de vanguarda estrategicamente posicionados em diaginal às janelas envidraçadas para o exterior.

Cozinhas cinzentas contemporâneas

Para o remate final, convém que os eletrodomésticos que compõem a base de operações da sua cozinha também primem também pela elegância de forma a apelar ao design total do conjunto.

Espaço amplo sem nunca perder o conforto

Esta cozinha em open-space com península, ilha, e tapete, aposta também num estilo clássico moderno. É uma cozinha que pode: pode dar-se ao luxo de um jogo semi-monocromático em cinza e branco uma vez que as vidraças de sacada dão vista para um belíssimo arvoredo no exterior.

As cadeiras com design simples mas assumidamente clássico suportam um conforto aconchegante em conjunto com o tapete o que é um verdadeiro feito numa cozinha desta amplitude.

Cozinhas cinzentas contemporâneas

A beleza está nos detalhes, mas às vezes os detalhes são a simplicidade contida na mobília de base. É preciso não esquecer!

A pedra de toque: o armário do lado esquerdo. Talvez tenha pensado: “A pedra de toque: a pilastra adossada na parede por cima da extensão da península, ali meio escondida.” Sem dúvida que a pilastra também acrescenta logo 200 pontos a esta cozinha, é certo. Mas experimente, em primeiro lugar, imaginar a cozinha sem a pilastra. Agora, experimente imaginar sem o armário – enorme – mas estilisticamente discreto. Era, de repente, um espaço completamente quebrado. O armário é, ninguém diria, a verdadeira base desta cozinha. Concorda?

 

CFR – PT – POST – Ebook 3 – Cocinas