O que nos espera na casa do futuro: gadgets e decoração

Já imaginou como será a sua casa daqui a 10, 20 ou 30 anos? A evolução tecnológica não para e as casas acompanham esta evolução. As casas estão cada vez mais inteligentes e mais sintonizadas com os aparelhos eletrónicos e os próprios ocupantes. Neste artigo, exploramos as potencialidades que a casa do futuro pode apresentar.

casa do futuro

Venha connosco descobrir a casa do futuro!

Luzes que se acendem sozinhas, televisões que respondem ao controlo da voz, chão aquecido para climatizar a casa… Pode parecer saído de um filme de ficção científica, mas estas são caraterísticas futuristas que já é possível encontrar em algumas casas.

CFR - PT - TEXT - Ebook 1 - Tendências, estilos e cores

No futuro, estas e outras funcionalidades serão comuns à maioria dos lares, em todo o mundo. Venha connosco e descubra como será a sua casa do futuro.

A casa do futuro e os Assistentes de Voz

Embora já sejam bastante populares, existem aindas muitas potencialidades por explorar nos assistentes de voz, no que diz respeito à casa e ao nosso dia a dia na mesma. No futuro, os assistentes de voz estarão 100% conectados à casa, permitindo encomendar refeições, gerir a lista de compras, procurar por receitas para o jantar, avisá-lo sobre manutenções e reparações necessárias na casa (bem como proceder à respetiva marcação com o profissional responsável), entre outros. 

casa do futuro

Num futuro próximo, o telemóvel será o principal comando da sua casa

Em integração total com os sistemas da casa, os assistentes de voz conseguem ter controlo sobre praticamente tudo, desde ligar e desligar dispositivos (permitindo uma maior poupança na eletricidade) a estabelecer pré-definições ajustadas ao seu modo de vida (como, por exemplo, reduzir a intensidade da luz a partir de uma determinada hora). Os espelhos poderão, por exemplo, mostrar-lhe as condições meteorológicas, para que possa adaptar o seu look.

Design minimalista

Embora já exista uma corrente minimalista no que diz respeito à decoração, a tendência é que os objetos utilitários da casa do futuro sejam, também eles, minimalistas. O objetivo é que objetos como interruptores e outros controlos sejam desenhados por forma a ficarem quase impercetíveis, não interferindo na decoração. Está a ver a confusão de fios por trás da sua televisão? No futuro, a maioria das conexões serão por via Wi-Fi ou Bluetooth. Fios serão uma coisa do passado!

casa do futuro

Diga adeus à confusão de fios por trás do móvel da televisão!

Persianas e cortinas serão comandados via voz ou painel de controlo, pelo que as fitas e puxadores para as abrir já não farão parte do design dos mesmos. Mas, então, o que acontece se faltar a eletricidade? A maioria dos aparelhos elétricos da casa do futuro terá uma pequena bateria incorporada para funcionar em caso de supressão da eletricidade.

Eletrodomésticos inteligentes

A indústria dos eletrodomésticos é aquela que mais tem investido na evolução dos seus produtos, sendo possível, atualmente, encontrar eletrodomésticos com alta capacidade tecnológica por preços acessíveis. Já existem no mercado frigoríficos inteligentes que podem ser ligados a assistentes de voz, por forma a fazer uma gestão da lista de compras e do inventário de alimentos. Da mesma forma, existem também máquinas de lavar roupa e aspiradores controlados por App e que podem ser ligados a qualquer altura do dia, esteja onde estiver. 

casa do futuro

No futuro, as cozinhas serão um dos locais mais tecnológicos de toda a casa

Na casa do futuro, este tipo de aparelhos fornecerá relatórios de consumos e de reparações de forma autónoma, notificando-o regularmente para que possa gerir a sua casa de forma mais eficaz. Será também mais fácil encontrar eletrodomésticos com funcionalidades direcionadas para pessoas com incapacidades físicas, como, por exemplo, controlos por voz.

Habitação partilhada

Esta tendência já começa a dar os primeiros passos e prevê-se que tenha o seu pico de adesão nos próximos anos. A habitação partilhada (ou o coliving, termo em inglês que é comumente utilizado) nasce não só como medida para enfrentar os preços elevados na habitação, mas também para viver de forma mais sustentável.

Assim, a tendência será cada vez mais partilhar casas, em detrimento de viver sozinho. Imagine juntar três ou quatro amigos e viverem todos juntos, na mesma casa. Confuso? Pode parecer, mas com boa vontade e um pouco de imaginação o dia a dia torna-se mais cooperativo, mais sustentável em termos ambientais e menos solitário.

casa do futuro

A tendência do futuro será partilhar casa

Para que a habitação partilhada funcione, é preciso ter bastante atenção com o mobiliário e decoração das diferentes divisões. Os espaços partilhados devem ser funcionais e minimalistas, respeitando os gostos de todos e permitindo uma utilização partilhada. Já os espaços privados ficam ao critério do gosto de cada um: deixe que cada colega de casa decore o seu espaço com os objetos de decoração que gostar mais. 

Trabalhar a partir de casa

Os especialistas dizem que, daqui a 10 anos, a maioria das profissões será desempenhada a partir de casa. Atualmente, já é possível encontrar alguns profissionais (especialmente freelancers) que trabalham a partir de casa, sem ter de obedecer a horários ou locais específicos para produzir valor. Os estudos revelam que os profissionais que têm controlo dos próprios horários e que não estão restritos a um local específico para trabalhar produzem mais e são mais felizes. Para além disso, este modo de trabalho permite às empresas poupar em recursos, otimizando o espaço disponível para os profissionais cujas funções requerem a sua presença física no escritório. Por isso, é de prever que esta seja uma tendência a ganhar cada vez mais seguidores. 
Para trabalhar em casa de forma confortável e produtiva, é imperativo criar um escritório cómodo onde possa concentrar-se e organizar todo o material de que necessita para trabalhar. Em alguns casos, é possível ter uma divisão reservada especificamente para criar um escritório caseiro. Se for este o caso, capriche na decoração, não esquecendo que os móveis escolhidos devem ser funcionais e, acima de tudo, proporcionar conforto.

casa do futuro

Um espaço confortável e organizado é essencial para trabalhar em casa

Caso não tenha espaço disponível para criar um escritório, pode sempre otimizar um pequeno recanto da sala ou do quarto para ter uma secretária, uma cadeira e uma estante ou qualquer outro móvel de apoio e arrumação. Neste cenário, é muito importante que consiga delimitar o espaço de trabalho de forma concreta.

 

CFR - PT - POST - Ebook 1 - Tendências, estilos e cores